{MMME Entrevista} 1º Temporada - Alex Well


Boa Noite! hoje temos um pouco atrasado a segunda entrevista da nova coluna do blog \o/ O autor entrevistado da vez foi Alex Well que teve seu livro "Nada se Compara a Você" resenhado no final do mês passado no blog *-* Que tal conhecermos um pouquinho mais sobre esse autor auto-publicado que promete conquistar vocês leitores?

1 -  "Nada se Compara a Você" foi seu romance de estreia como você poderia dizer que foi essa sua primeira experiencia com a publicação de sua obra? Como qualquer publicação você deve ter tido um bom trabalho, qual foi a parte mais difícil para você?
Foto -Alex WellEu levei 9 meses pra escrever “Nada se compara a você”, sendo totalmente sincero a parte mais difícil foi justamente organizar meus pensamentos. Veja porque, eu tinha uma premissa na minha cabeça, um garoto e uma garota em Nova York, certo, isso é um começo, mas eu precisava demais, eu precisava encher 200 páginas com acontecimentos, cenas e personagens que cativassem o leitor, ter um boa premissa não é tudo, desenvolver essa premissa é onde se esconde a mágica.
Essa primeira experiência pode ser descrita como: fascinante, estressante e encantadora.

2 - "Nada se Compara a Você" é o primeiro livro de uma trilogia, quando podemos esperar que seja o lançamento do próximo livro e o que ele trará de novidade para os leitores do primeiro?
Eu realmente gostaria de ter uma data específica. Depois da história de Dom e Tessa eu escrevi uma história infanto-juvenil (Jovens Bruxas) e depois dessa história eu criei uma Dramédia (Clube dos corações partidos). A sequência de NSCAV irá se chamar “Alguém como você” (quase certeza que sim) e irá retratar o relacionamento entre Sidney, a melhor amiga de Tessa e Holden, o grande amigo de Don.

3 - Recentemente você publicou o seu segundo livro, "Jovens Bruxas. O Quinto Elemento", que diferente do primeiro trás um romance com toques sobrenaturais que promete uma grande aventura para protagonista, qual foi a diferença de escreve-lo e escrever "Nada se Compara a Você"?
Em Jovens Bruxas eu resolvi não me exceder, ao longo da trama eu vou apresentando elementos que farão com que o leitor queira saber o que vai acontecer no final. Nada se compara a você acabou saindo... é, como posso dizer? Meio grande, rsrsrs. Eu meio que não sabia quando parar, com as garotas bruxas foi totalmente o oposto, eu sabia onde parar e porque parar neste determinado ponto. Eu mesmo me dei limites. O mais interessante sobre escrever a respeito de fantasia é que a fórmula é como um droga, ela vicia. Além do mais nunca falta sobre o que escrever, por exemplo, em um página as garotas podem enfrentar demônios, isso já é uma aventura. No capítulo seguinte elas podem se deparar com um exército de ogros! As opções são infinitas.

4 - Você como todo autor deve ter autores favoritos e obras em quais se inspira, quais são elas? Qual é o seu tipo de leituras preferida e qual foi sua última boa leitura?
Ai, vamos lá! Lauren Kate, Sophie Kinsella, Karen White, Meg Cabot, J.K. Rowling, Paula Pimenta, Suzanne Collins, Agatha Christie, Truman Capote, Rainbow Rowell.
Livros que me inspiram: trilogia “As Peças Infernais” de Cassandra Clare. Como Dizer Adeus em Robô de Natalie Standiford. Trilogia “Mara Dyer” de Michelle Hodkin. Belle de LesleyPearse (a propósito, eu recomendo muito esse livro!) Anna Karenina de LievTolstói. You're the One That I Want de Giovanna Fletcher. Garota Exemplar de Gillian Flynn. 
Minha última boa leitura e que a propósito, eu recomendo muito, foi Jardim de Inverno de Kristin Hannah. Tem uma história emocionante sobre perdas, reparos e segundas chances com um final surpreendente, recomendo muito! A peça principal da trama é uma mulher forte e decidida, que apesar das dificuldades que a envolvem, guia a família e torna-se o alicerce principal de todos ao seu redor.
Eu não tenho um gosto específico, mas tendo que distingui-lo eu diria que é bastante eclético. O que me atrai não é o gênero literário, mas sim a história, junte isso a uma bela capa e eu sairei da livraria com seu livro! Entre outubro e novembro do ano passado eu li “Os homens que não amavam as mulheres”, “50 tons de cinza”, “Fiquei com seu número” e “Em chamas”, então dá pra você ter uma ideia que eu leio tudo o que as minhas mão conseguem alcançar.

5- Encerrando quais são as dificuldade de chegar aos leitores sendo um autor auto-publicado? Acha que ainda há muito preconceito com os autores nacionais?
Ser um autor auto-publicado é dose! Os leitores não chegam a minha história, não exatamente, muitas vezes eu preciso fazer a minha história chegar até os leitores. Para isso que preciso sempre que possível estar divulgando, e quando eu encontro um blog bacana, como esse <3, que se disponibiliza a divulgar a minha obra eu literalmente me sinto no céu! Isso prova que alguém se interessa pelo o que eu escrevo, e isso me faz querer escrever mais e mais.  
O preconceito, infelizmente, ainda está muito presente. Vá a uma livraria e veja quantas pessoas sairão de lá com livros nacionais :/ o negócio é ainda mais complicado quando a pessoa é um autor(a) nacional desconhecido, mas o segredo é nunca desistir, quando se é um escritor você precisa primeiramente acreditar em si mesmo e no seu potencial, não se deixe abalar e eu acredito, acredito mesmo, que lá na frente coisas boas estarão a sua espera. 

26 comentários:

  1. Olá, adorei a entrevista, especialmente por poder conhecer mais sobreno autor e seu trabalho no mundo da literatura. Fiquei bem curiosa com Clube dos corações partidos e Nada se compara a você. Vou procurar mais informações sobre ele.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, fico feliz que tenha curtido a entrevista *-* Nada se Compara a Você é um livro ótimo tenho certeza que você vai adorar *-*

      Excluir
  2. Caramba! Adorei a sua entrevista com o Alex. Não conhecia a obra do autor mas eu fiquei muito curiosa para ler seu romance, já que amo história de casais. Entendo perfeitamente como deve ser difícil ser autor auto-publicado, visto que tenho um tio meu teve que criar uma editora para publicar seu livro já que nenhuma outra editora queria. É complicado! Mas acho que se nós tivermos potencial e dar mais valor a nossa cultura, com certeza, veremos outros profissionais e até mesmo outros leitores conseguindo que seu trabalho seja reconhecido.
    Beijos!
    http://oreinoencantadodeumaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá. Gostei muito da entrevista.
    Tive a oportunidade de ler Nada se compara a você, gostei muito! Muito sucesso pro autor e pro blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá que bom que você curtiu a entrevista *-* Nada se compara a você é bem legal mesmo *-*

      Excluir
  4. Nossaaa, que entrevista show! Amei conhecer mais o trabalho do autor, pois não conhecia, vou pesquisar mais e ler sua resenha, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que você tenha curtido, leia a resenha sim quem sabe não seja o seu tipo de leitura *-*

      Excluir
  5. Ola! Adoro estas entrevistas, porque assim descubro todo o processo do livro, as ideias que o autor teve para escrever, os cenários mas juro que me apaixonei pela capa de Clube dos Corações Partidos!

    Beijão da Lari!
    Brilliant Diamond |Fan Page

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, esse é o lado legal da entrevista *-*

      Excluir
  6. Adorei a entrevista. Não conhecia o autor e as obras e fiquei bem interessada no livro Jovens Bruxas (qq livro sobre esse tema me atrai). É bastante complicado ser autor independente no Brasil, mas ser de Editoras pequenas é quase que o mesmo, a divulgação é quase toda nossa, com ajuda dos parceiros. Aguardando novas entrevistas! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jovens Bruxas parece ser bem legal mesmo e em breve pretendo resenha-lo aqui *-*

      Excluir
  7. não conhecia o autor ainda... mas só pelas inspirações dele percebo que não vou me agradar de seus livros... [exceto Agatha, Capote e Anna Karênina]... eu não sou fã de romances, os de pegada sobrenatural tb não me atraem... mas para o público-alvo, acredito que as histórias vão cativar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pena que você não curta o estilo dele...

      Excluir
  8. Oi Jéssica, Oi Alex, tudo bem?
    Adorei a entrevista, tanto as perguntas, quanto as respostas.
    Ainda não conhecia o Alex, mas gostei de conhecer, ele parece um autor muito bacana =D
    E gostei dos livros que ele escreveu (as capas e tal e os gêneros). Não é fácil encontrar homens que se aventurem assim, então esse já é um ponto para ele :) E fico imensamente feliz que ele tenha citado tantas mulheres na entrevista <3
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha curtido a entrevista *-* Espero que você de uma chance para os livros dele, vai adora-los *-*

      Excluir
  9. Que entrevista maravilhosa, eu não conhecia o autor e eu realmente me interessei pelo trabalho dele agora que o conheci melhor através da entrevista.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado da entrevista *-*

      Excluir
  10. Olá! Tudo bem? Que entrevista legal! Não conhecia o autor e me parece que ele é muito legal. Achei interessante um homem escrever uma obra dessa, voltada mais para o publico feminino. E também por ser uma obra independente. Muitos sabem o quanto é difícil ser publicado no Brasil. Deve ter sido um belo desafio. Sucesso a ele!
    Beijos
    Academia Literária DF





    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, sim, também achei bem legal pois a maioria dos livros do gênero são escrito por autoras *-*

      Excluir
  11. Oie
    muito legal a entrevista e saber diretamente do autor o que é ser um autor auto-publicado, eu imagino o quão difícil e trabalhoso deve ser. Fiquei mega curiosa pelo livro dele, pois adorei o título, bela dica

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cath, esse sem duvida é um trabalho difícil e conseguir que livros auto-publicados cheguem aos leitores precisa de muito empenho envolvido.

      Excluir
  12. Que maneiro! Curti bastante a entrevista e fiquei imaginando quão difícil deve ser publicar por si no Brasil, ou até mesmo em editoras, complicado, né?
    Ah, vontade de ler Nada se compara a você! <3 E adorei as capas das obras, puro amor. ^^
    Beijos, Min - www.yasminbueno.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, deve ser mega complicado e cansativo. Nada se compara a você é bem legal, tenho certeza que você vai curtir se ler *-*

      Excluir
  13. Olá, tudo bem?
    Eu amei as capas dos livros dele, fiquei super curiosa para saber mais. Além disso, o autor parece ser muito querido.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Roberta, as capas são bem lindinhas mesmo *-*

      Excluir

Regras para os Comentários:

- Seja educado e não use palavras de baixo calão;
- Comentários hostis e racistas serão excluídos;
- Deixe o link do seu blog, pois retribuo todos os comentários;