[Resenha #147] Mulheres Guerreiras


Boa Noite!! Hoje temos a terceira resenha do mês e de um livro que eu gostei mesmo não sendo de um gênero que costumo ler, na verdade é de um que sempre que posso fujo, mas esse esta sendo tão bem elogiado que quando recebi a proposta de parceria não tive como recusa-la. Se você também não curte livros de auto-ajuda que tal conhecer esse que é um pouco diferente?

Titulo: Mulheres Guerreiras
Autor: Fátima Rosalina Castelo Branco
Quantidade de Páginas: 156
Editora: Pandorga
Gênero: Literatura Nacional / Auto-Ajuda / Motivacional
Ano: 2015
Preço: R$26,90
Skoob: Clique Aqui 
Sinopse: Mulheres Guerreiras são tantas. As que saem para trabalhar fora, as que ficam e cuidam dos filhos, as que estudam, as semianalfabetas, pois não tiveram tantas oportunidades, as cheias de filhos e as que não tem nenhum, mas dão tanto amor aos filhos do coração, seus ou não. As mães, as esposas, as filhas, as sogras, as noras, as cunhadas, as avós, as bisas, as irmãs e acima de tudo as irmãs-amigas. Senão de sangue, de consideração, apoio, carinho, apego e paixão. Não importa! Todos têm uma guerreira em sua vida! Quem é a sua?


Resenha
Mulheres Guerreiras é um livro que mais parece como se estivemos conversando com a autora que vai nos mostrando por meio de acontecimentos de sua própria vida e conselhos da sua mestra, quem ela decidiu homenagear por este livro, como devemos ser fortes e batalharmos para conseguir alcançar nosso sonhos.

Não somos apresentados a formulas prontas para crescermos e sim a experiencias de vida e conselhos de que tudo que desejamos tem que ser conquistados. A mestra a quem a autora decidiu homenagear é Dona Guiomar uma senhora que na época em que o livro foi escrito já possui seus 94 anos, nascida pouco após a abolição da escravidão teve uma vida difícil, mas nunca desistiu de seus sonhos e lutou bastante, se tornou professora mesmo com todo o preconceito da época e criou muito bem seus filhos.

"Você nunca verá uma guerreira ser paisagem de sua própria vida, nem moldura de sua existência. Ela imprime na realidade todo o seu potencial e este potencial nada mais é do que a sua verdadeira expressão de talento. Isso é mulher guerreira!"

Com este e outros exemplos de luta a Fátima consegue de uma forma super leve mostrar que a vida foi feita para que lutamos em busca de nosso sonhos porque eles não se realização sozinhos. Não só pelos exemplos mais também pela forma que ela nos apresenta suas ideias que mais parece que estamos conversando com uma amiga de infância que nos da seus conselhos sobre a vida. Enfim é um livro para ler e conseguir mesmo que um pouco mais motivações para seguir enfrente nas nossas lutas diárias atrás de todos nossos sonhos.

A diagramação do livro esta um charme, com detalhes no incio de cada capitulo, que são curtos, páginas amareladas e fonte e espaçamento das linhas em um tamanho ótimo. Além de termos essa capa linda que mostra toda a forças das mulheres que são apresentadas no livro.

Nota:
(Muito Bom)

16 comentários:

  1. Oieee!!
    Auto-Ajuda também não é um estilo que costumo/gosto de ler, e fico receosa quando algo do gênero aparece por aqui também.
    A capa desse livro realmente é muito bonita, e apesar de não curtir o estilo sua resenha me deixou curiosa, para mim o mais difícil de se ler auto-ajuda é que simplesmente a leitura não flui para mim, fica cansativa e arrastada, mas pelo jeito a forma que a autora bordou seus conselhos nesse livro é leve de acompanhar!!
    Quem sabe não tenho oportunidade de lê-lo hein ;)
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Suzi, acho que a maioria dos leitores tem esse receio mesmo. Esse também é o principal ponto que não me motiva a ler livros do gênero, parece que a leitura não flui, mas esse não aconteceu isso e talvez isso também faça você gostar dele =)

      Excluir
  2. Oláá!

    Eu não conheci esse livro e eu achei muito legal o fato da autora ter utilizado essa frma de escrita para atrair mais leitores é muito legal. Gosto de livros onde eu possa imaginar o autor conversando comigo.

    A capa é bem bonita e misteriosa :)


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana, sim, é bem legal ela ter usado da sua escrita para que a leitura não ficasse empacada =)

      Excluir
  3. Oi Jess, tudo bem? Não sou muito fã de livros de auto-ajuda, mas também não viro a cara para eles. Alguns são realmente muito bons e nem parecem que são do gênero, e gosto dessa sensação de que estamos "conversando" com a autora... e também gosto muito quando ela dá exemplo de pessoas reais e não uma fórmula pronta de como devemos seguir as nossas vidas.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafa, acho que então você vai gostar desse, a autora consegue fazer a leitura fluir muito bem *-*

      Excluir
  4. Olá, Jéssica!
    Como você eu não curto muito esse gênero literário, sempre passo direto pelas prateleiras de auto-ajuda. Entretanto, tem um ou dois livros desse gênero que me agradou muito a leitura, por exemplo o "Ele não está tão afim de você", que fala sobre relacionamentos amorosos. Esse livro entretanto não me chamou muito a atenção, eu gosto de ver estórias sobre mulheres fortes, porém vendo a sinopse tenho a impressão de que o livro será superficial em sua abordagem. Não sei, pode ser apenas um preconceito meu, mas se um dia tiver a oportunidade de ler esse livro poderia julga-lo melhor. Ótima resenha!

    Luz e literatura!
    Beijos

    cantaremverso.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana, quando estou em uma livraria nem chego perto de onde ficam eles, mas sair da zona de conforto de vez em quando é bom *-*

      Excluir
  5. Oii
    adoro livros de auto-ajuda,ainda mais esses que a leitura é tao gostosa que parece que estamos conversando pessoalmente com o mestre,tenho vários. porem nunca tinha visto esse, com certeza irei ler.
    o título ja me deixou super curiosa.Amei sua resenha.
    Beijos
    www.marichic.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marianna, espero que você possa lê-lo sim, acho que vai adorar já que curte bastante o gênero *-*

      Excluir
  6. Não curto muito esse gênero de livro, e acabei não me interessando, mesmo que você tenha gostado e se sentido conversando com uma amiga de infância. E sei lá, isso de falar de acontecimentos da própria vida e de conselhos da mestra faz parecer uma mescla de auto-ajuda com biografia, e aí me interessa ainda menos.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ju, uma pena que ele não tenha despertado sua atenção, mas esse gênero é um pouco fora dos nossos gosto neh?

      Excluir
  7. Oi Jess, tudo bem?
    Eu já sou de ler livros de auto-ajuda, sempre que posso estou fazendo isso
    Gostei da premissa desse livro, principalmente por causas das experiências que vamos conhecer e dos conselhos que vamos adquirir. Só posso dizer que a dica está mais que anotada, né? Parabéns pela resenha :D

    Beijos,
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, espero que você possa lê-lo, vai adorar =)

      Excluir
  8. Jess lindona eu gosto muito de livros narrados dessa forma, lógico que cada pessoa passa por experiências diferentes, mas acredito muito em observar, ler e sempre temos algo a aprender com tudo. Somente a capa que achei escura demais, não ficou chamativa. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Joyce, acho que você vai gostar dele se ler *-*

      Excluir

Regras para os Comentários:

- Seja educado e não use palavras de baixo calão;
- Comentários hostis e racistas serão excluídos;
- Deixe o link do seu blog, pois retribuo todos os comentários;