28/02/2015

[Resenha #111] Cemitério de Dragões


Boa Noite!! Hoje temos a ultima resenha postada do mês, mas semana que vem ainda teremos mais uma resenha de leitura de fevereiro <3 Cemitério de Dragões é mais um nacional que ganhou meu coração e entrou na minha listinha de favoritos *--*

Cemitério de Dragões é a terceira leitura do projeto Livros de A à Z 2015 e também é o item "41. Um livro de um autor que você nunca leu antes" do desafio Reading Challenge 2015 como eu ainda não tinha lido nada do autor mesmo ele sendo tão bem comentado pelas suas outras obras então essa é a categoria perfeita para ele.

Cemitérios de DragõesTitulo: Cemitério de Dragões (Legado Ranger #1)
Autor(a): Raphael Draccon
Quantidade de Páginas: 352
Editora: Rocco
Gênero: Literatura Nacional / Fantasia / Aventura 
Ano de Lançamento: 2014
Preço: R$22,90 (Compre Aqui)
ISBN: 9788568263013
Skoob: Clique Aqui
Sinopse: Cemitérios de Dragões - Em diferentes pontos do planeta Terra, cinco pessoas com histórias e origens completamente distintas desaparecem por motivos variados e acordam numa outra realidade. Em meio a guerras envolvendo demônios, dragões, homens-leão, seres fantásticos e metal vivo, os cinco precisam compreender os motivos de estarem ali e combater um mal que talvez não possa ser impedido. Este é o mote de Cemitérios de dragões, o novo romance de Raphael Draccon, que marca a estreia do selo Fantástica. No livro, o autor de Dragões de Éter apresenta uma versão moderna e adulta de um universo inspirado por séries queridas por toda uma geração como Jaspion, Changeman, Flashman, Black Kamen Rider e Power Rangers.

Resenha:
Ashanti, Derek, Amber, Romain e Daniel, cinco pessoas de lugares diferentes do mundo acordam em uma nova realidade, uma nova dimensão, e cada um deles terá que enfrentar sua missão que ao fim os levaram para o mesmo ponto onde se unirão em um objetivo em comum.

Derek um militar americano acorda com sua memória embaçada dos últimos acontecimentos em uma mina onde acaba sendo escravizado junto com outros seres como anões, gigantes e humanoides por seres monstruosos implacavelmente carnívoros e nesta condições ele terá que encontrar forças e se tornar o Huray¹ que libertará todos.

"Um mundo de raças abandonadas à própria sorte." Página 42

Romain acorda sem roupa algum no meio de uma fazendo morto de fome quando se depara com um varal cheio de roupas e um galinheiro ao lado, ele resolve pegar duas galinhas para se alimentar e roupas para vestir e acaba sendo visto pela moradora dali que logo convoca outros morados que o cercam e o levam para ser julgado com um maníaco/tarado/ladrão. Em meio ao caos de um julgamento onde as pessoas não falam sua língua e parecem felizes com a sua desgraça ele vê em meio a multidão a sua possível salvação.

Ashanti tem uma melhor sorte e acorda em uma cidade que a acolhe e com sua incrível capacidade de apreender rapidamente logo esta falando o idioma local e treinando em meio aos monges da cidade, se mostrando especial não só pela sua cor de pele que é diferente de todos a sua volta como com sua incrível aptidão na luta que a fará ser encarregada de uma grande missão.

"... Não aprendi a lutar por opção, já nasci durante a luta. Aprendi a sobreviver a ela." Página 45

A vida de todos os cinco serão unidas e a partir dai teremos os Ranges que mudarão o destino deste mundo para o bem ou o mal.

O livro é cheio de ação e prende o leitor do começo ao fim, mostrando não só um novo mundo com também dilemas que cada um dos personagens trazem com sigo mesmo, cada um dos seus medos e sobre a sociedade que os moldarão. Desde começo do livro ele mantém a historia em um belo ritmo que não se perde mesmo nas raras cenas de romances contribuindo para uma rápida leitura.

O final deixa aberto para a continuação que promete ser tão emocionante quanto este primeiro livro, ou pelo menos te este potencial. Nada de final feliz ou triste, mas sim com o bem equilibrado com o mal e com a esperanças que os protagonista terão mais batalhas a lutarem.

"A vida só pode ser compreendida olhando-se para trás, mas só pode ser vivida olhando-se para frente." Página 71

Este foi o primeiro livro que li do autor e amei sua forma de escrever que é leve, fluida e dinâmica e assim entendi porque tantos elogios para seus outros livros que já entraram na minha listinha de desejados.

A diagramação do livro esta muito boa, uma bela capa, folhas amareladas, fonte em tamanho padrão e uma pequena ilustração de dragão no começo de cada capitulo. Também não encontrei nenhum erro na revisão.

"... Seria mais fácil se eu dissesse a você que o mal tem um motivo. Porque se eu lhe dissesse isso, você acreditaria que haveria lugar em mim para a redenção. Só que não há, príncipe de nada. Eu fui gerado por forças que se escondem no seu lado animal. O lado que o transforma na besta, que lhe injeta ira na batalha, que deseja o mal de quem lhe faz mal. É disso que eu nasci. E,no entanto, você me condena? Se um mal em forma pura não existisse, como você saberiam medir onde está o ápice da transcendência que seus monges buscam alcançar? Sabe por que seus medos me alimentam? Porque vocês precisam disso..." Página 264

Para quem ama uma boa leitura fantástica cheia de aventura emoção este é sem duvida o livro perfeito que já entro na minhas seleção de favoritos, assim é mais um autor nacional que não perde em nada para os autores best sellers do mundo <3 leiam sem medo porque tenho certeza que quem gosta do gênero vai amar.

  
  

Nota:
 + 
(Ótimo + Favorito)

1. Huray termo da língua Dracônica(seres que comandavam as minas) que Derek associava a vencedor/maioral e que ao decorrer da leitura pode ser considerado como herói/salvador.

22 comentários:

  1. Já estava interessada neste livro, mas depois de ler sua resenha, de ver que entrou para a lista de favoritos, agora não tem jeito, preciso mesmo comprá-lo.
    Adorei sua resenha :)

    http://cafeecomletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho certeza que vai adorar lê-lo <3 Obrigado.

      Excluir
  2. Eu sou louca pra ler esse livro,a capa dele é maravilhosa e agora com essa resenha fiquei mais louca ainda,amo essas histórias que levam os personagens a dimensões difrentes.
    Portal do mundo

    ResponderExcluir
  3. Gosto de diagramação com desenhos. Rsrs mas o livro não é pra mim porque não curto fantasia. Tenho o bom da trilogia dele autografado, mas não quero ler. Rs só eu mesma.
    Legal vc continuar no desafio firme e forte. :)
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Jéssica, tudo bem?

    Vou te confessar que os livros do Draccon não me chamam a atenção. Sempre vejo elogios e tudo o mais, mas não sinto atração pela leitura. Gostei da sua resenha e dos pontos que você destacou, principalmente o fato da leitura ser bem fluida, mas acho que não vai ser dessa vez que vou ler algo do autor =P

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kel, uma pena não ser seu estilo de leitura =/ Quem sabe algum futuro lançamento do autor na te interesse mais e te faça conhecer sua escrita =)

      Excluir
  5. Oi Jéssica!
    Se tratando de fantasia nacional o Raphael Draccon é o cara. Já que você gostou de Cemitério dos Dragões precisa ler Dragões de Éter, é incrível. Parabéns pela resenha.
    Abraços

    www.estantejovem.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paulo, ele é mesmo <3 Dragões de Éter já esta na minha listinha de desejados, espero poder lê-los ainda este ano.

      Excluir
  6. Oi Jéssica, tudo bem? Gostei bastante da sua resenha e até me animou a ler algo do autor, acho que começaria por esse também. Gosto de histórias em que pessoas de pessoas de diferentes lugares do mundo e em diferentes ocasiões acabam se juntando por uma característica comum, e sempre fica aquela sensação de descobrir o que os unem. Parece ser um livro com um universo bem criado e me deixou curiosa.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rafa, o universos foi muito bem criado mesmo, acho que se você lê-lo vai gostar =)

      Excluir
  7. Olá, moça

    Apesar de não ter me agradado tanto do Dragões de Éter, por sua resenha, eu fiquei com vontade de dá uma chance ao Cemitério de Dragões, pois adoro uma narrativa dinâmica e cheia de ação, além do mais esse livro me traz nostalgia por conta das influências do autor. Adorei a resenha.

    Att,
    decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pedro, espero que você acabe lendo e que se surpreenda com a leitura =)

      Excluir
  8. Olá.... tudo bem??

    A resenhista do meu blog a Ninah gosta muito desse autor... e resenhou a trilogia Dragões de Éter... acredito que você vai gostar também... eu já não curto muito esse tipo de leitura... e para quem gosta muito do tema deve ser muito bom viajar na narrativa... Xero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diana, eu quero ler Dragões de Éter, pelos comentários deve estar muito bom também. Para quem gosta do gênero realmente é um livro perfeito...

      Excluir
  9. Nunca li nada do autor, mas acho que vou começar pro Dragões de Éter, pelo menos tenho a trilogia toda. Mas achei esse muito legal também, amo livros cheios de ação e personagens cheios de dilemas.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ju, pelos comentários Dragões de Éter deve ser muito bom também =)

      Excluir
  10. Além de ser lindo, esse é um livro que tenho muita curiosidade em ler. Me parece ter uma história incrível e é sem dúvida um dos meus desejados. Gostei bastante da resenha, do autor tenho os livros da trilogia Dragões de Éter e espero poder ler em breve.
    Abraços, Carlos.

    http://blogchuvadeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carlos, tem uma historia incrível sim =)

      Excluir
  11. Oi Jess,

    Eu gosto muito (demais) de fantasia. Ainda não li nada do autor, mas o fato de você afirmar que a obra tem um ritmo bacana, cheio de ação que prende a atenção do leitor desde o início, isto muito me cativa. Aliás, a sua resenha realmente é um convite a ler a obra.

    Beijos
    Tânia Bueno
    www.facesdaleiturataniabueno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tania, quem não gosta neh? espero que aceite este convite e leia alguma das obras do autor *--*

      Excluir

Regras para os Comentários:

- Seja educado e não use palavras de baixo calão;
- Comentários hostis e racistas serão excluídos;
- Deixe o link do seu blog, pois retribuo todos os comentários;