[Resenha#22] Corrompidos

Boa Tarde, hoje eu vim trazem enfim a resenha de Corrompidos para vocês, acho que faz uma três semanas que estou tentando terminar de lê-lo e sempre algo me impedi, além de a leitura ter sido bem puxada, oque me fez ler outros livros e depois retoma-lo. Bom o livro é do Ton Adalclê, já tivemos aqui no blog outra resenha de um livro dele, o "O Silêncio das Asas"...

Titulo: Corrompidos (Skoob)
Autor: Ton Adalclê
Quantidade de Páginas: 128
Editora: Independente
Gênero: Literatura Nacional / Ficção 
Sinopse: Tudo mudou desde as explosões que atingiram a América do Sul. Esse impacto fez a Terra parar de girar. O sol grudou-se no céu e espantou a noite, iluminando uma infinita tarde. Como salvar-se do planeta adoentado? A esperança surgiu rápido, porém desconfiável. Marte tornou-se habitável para humanos, informava o recente governo. Johan foi um dos muitos jovens que se alistaram para a grande transição. Ele abraçou o futuro, a incerteza, o medo. E o descontrole se ergueu em resposta. A estranha vegetação agora possui uma iluminação natural. Azul é a cor de seus pensamentos, o contraste é escarlate. O novo lar era dominado por um líder insano e diferente, que tão logo adquiriu o controle de seus medos. A solidão é sua ferida ardente. Johan agora deve lutar para não corromper-se à outra espécie, esta é sua missão. Mas há algo que ele combate numa determinação esfarelada: a desistência.

No livro Corrompidos de Ton Adalclê nós deparamos com uma situação apocalíptica acontecendo no nosso planeta que faz com que seus habitantes tenham que escolher entre permanecer em um planeta destruído ou ir em direção ao um planeta e uma vida nova.

"O planeta Terra está enraivecido com aqueles golpes, e nos mostrava suas reações sem cortesia também"

Nosso primeiro protagonista, Johan, tem que tomar a decisão de ficar em um mundo destruído ou ir para Marte, um lugar mais seguro e adequado para a vida. Por influência de seu pai e sua namorada ele acaba por decidir se alistar no "exército" que irá para o novo mundo.

"Deixamos as catástrofes naturais do nosso planeta nascente e aceitamos o estranho"

Ao chegar em seu novo "lar" Johan se depara com um planeta controlado por um reino que tem no comado um rei considerado louco, Trístan, que comete uma série de condutas que levam algumas pessoas a se revoltarem. Orquestra causa muitas perdas no rebeldes, não mortes e sim perdas, pois os capitulados eram transformados em Zainos, uma nova espécie criada para obedecer as ordens do rei, há também os que se voluntariamente se transformaram, esses conhecidos como Corrompidos.

Johan se junta aos rebeldes, o filhos do esgoto que tem como líder o humano Heider. Por estar entre os rebeldes nos deparamos com várias cenas de ação e luta contra os Zainos e os Corrompidos.

" Aqueles que lutam por um período futuro onde possam conseguir de volta pelo menos uma parte da sua vida que foi tão duramente arrancada ao saírem de suas origens terrestres"

Nossa segunda protagonista é a Kimber, ela também se juntou aos rebeldes e viu o amor da sua vida se transformar em um Corrompido, e isso a destrói em seus pensamentos.

Bom não sou muito fã de livros em que cada capítulo temos um protagonista como narrador, sempre acabo me perdendo na estória, e com esse livro não foi diferente, demorei muito para ler pois tive que ler com calma para poder absorver tudo e compara roque estava acontecendo com um dos protagonista e com o outro.

Por fim oque fez valer a pena a leitura foi o final surpreendente, que me fez pensar no livro do começo ao fim e refletir todas as ações dos nossos protagonistas.

Nota:
(Bom)

16 comentários:

  1. Nunca tinha visto esse livro! Também não gosto de livros com mais de um protagonista, me da raiva e eu paro de ler rsrs, com excessão do A Ultima Musica! Flor vim lhe avisar que irei mudar a URL e o nome do meu blog para
    Bruna Vessoni e a URL www.brunavessoni.com, provavelmente semana que
    vem eu mudo, mas assim que mudar para aqui avisando! Beijos

    Blog Princesa Maquiada | Meu Canal do Youtube - Confira! | Fan Page do Blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me deixa um pouco perdida esse tipo de narração, obrigado por avisar *--*

      Excluir
  2. Cara amei essa resenha, adorei a sinopse parecer ser um bom livro :))

    Kiss, Fly Away

    ResponderExcluir
  3. nuca tinha visto este livro, ele parece ser ótimo, vou tirar parte do meu tempo para ler ele
    Beijos - http://notfoundoficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o livro, e sabe que adorei essa coisa de cada capítulo um narrador? Acho que a leitura fica dinâmica, apesar de um pouco confusa mesmo, rs.
    beijos
    apenas-um-vicio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim da uma dinâmica, mas eu acabei me perdendo em algumas partes por causa desse modelo de narração, talvez seja porque ainda não estou acostumada com esse modelo =)

      Excluir
  5. Eu fico muito confusa, quando muda de narrador, até eu perceber que se trata de outra pessoa narrando é que eu vou entender a história até lá eu fico confusa, mas nunca deixo de ler o livro porque eu não gosto de deixa-lo pela metade. Pelo menos esse livro não é que nem Games of Thrones que morre um terço de personagens da história. Ta ai curti o livro!

    http://sonhoseimprudencias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os capítulos tem o nome do narrador, mas mesmo assim da para se perder um pouco na estoria *-* O diferencia de Games of Thrones é isso mesmo, nunca sabemos quando nosso personagem favorito vai morrem, mas ele sempre morre...

      Excluir
  6. Me parece ser um ótimo livro, apesar de não gostar muito do gênero.
    Amei a capa e pretendo ler.
    Beijos
    the-universe-of-books.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é bom sim e a capa é bem criativa e nos remete a estoria...

      Excluir
  7. Esse gênero não é um dos meus favoritos, mas a resenha me instigou a querer ler a estória. A capa é bem criativa mesmo, curti!

    Beijinhos *--*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é mesmo e o mais legal que ela tem a ver com a estoria, ficção é um dos meus gêneros favoritos também *--*

      Excluir
  8. Primeira vez que vejo o livro, e achei a capa magnifica. A resenha ficou muito boa, achei o máximo a ideia do autor da escolha entre os planetas *-*

    Bjs,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é linda e o bom é que nos remete a estoria, sempre gosto desse tipo de ficção e sim a escolha dos planeta foi bem legal =)

      Excluir

Regras para os Comentários:

- Seja educado e não use palavras de baixo calão;
- Comentários hostis e racistas serão excluídos;
- Deixe o link do seu blog, pois retribuo todos os comentários;